Com o aumento da preocupação e a busca pela sustentabilidade, muito tem se falado sobre energia alternativa e fontes renováveis e limpas de geração de energia. Porém, você saberia dizer o que é, exatamente, uma fonte de energia alternativa e quais benefícios ela traz em relação às fontes de energia mais usadas atualmente?

Fontes de energia em Portugal
Fonte: Associação de energias renováveis
Afinal, o que pode ser considerado como energia alternativa?

Por definição, considera-se como energia alternativa toda aquela que é produzida sem a necessidade do uso de combustível fóssil. Dessa forma, na maior parte das vezes, as energias alternativas se configuram como fontes mais sustentáveis, pois não contribuem, por exemplo, para o aumento do efeito estufa uma das consequências das emissões de dióxido de carbono, gerado pelas fontes usuais de geração de energia.

Quais as metas de energia alternativa para Portugal?

Devido as crescentes alterações climáticas e aos problemas enfrentados mundialmente em relação a destruição do meio ambiente, as principais potências mundiais têm se encontrado com frequência em fóruns e conferências buscando alternativas de minimizar os efeitos danosos do homem ao meio ambiente.

Evolução de produção de energia renovavel em Portugal
Fonte: Associação de energias renováveis
Portugal sempre foi um país com preocupação em buscar novas fontes de energia alternativa, comparando-se com os demais países da União Europeia. Entre 1999 e 2014 a capacidade de geração de energia limpa, no país, cresceu mais de nove vezes, graças a instalação do primeiro parque de geração energética pelas ondas do mar e painéis solares. De toda a energia produzida no país, 17% são provenientes de fontes alternativas, em 2020 a meta é chegar a 45% de toda a produção obtida através de fontes renováveis.

Outras metas energéticas para 2020 estão ligadas à redução do consumo de energia, sendo uma meta geral de redução do consumo de energia primária de 25% e uma meta específica de redução de 30% da Administração Pública.

Com isso, o governo português busca reduzir a dependência energética do país e garantir a segurança do abastecimento, por meio de uma promoção de um mix energético variado, reforçando-se a diversificação das fontes de energia.

Deixe uma resposta